Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Seção 18 - Distúrbios da Pele

Capítulo 207 - Tumores Cutâneos Não Cancerosos

Os tumores cutâneos, que são acúmulos anormais de diferentes tipos de células, podem estar presentes desde o nascimento ou podem desenvolver- se mais tarde. Quando o crescimento é controlado e as células não se disseminam para outras partes do corpo, os tumores cutâneos são não cancerosos (benignos). Quando o crescimento é descontrolado e as células invadem o tecido normal e chegam mesmo a disseminar-se (produz metástases) a outras partes do corpo, os tumores são cancerosos (malignos).

topo

Nevos

Os nevos (molas) são pequenos tumores cutâneos, geralmente escuros, que se formam a partir de células produtoras de pigmento da pele (melanócitos). Os nevos apresentam tamanhos variados, podem ser planos ou elevados, lisos ou rugosos (semelhantes a verrugas) e alguns apresentam pêlos. Embora habitualmente sejam de cor castanho escuro ou preto, os nevos podem ser cor da pele ou amarelo pardo. Quase todos os indivíduos apresentam aproximadamente 10 nevos, os quais surgem comumente na infância ou na adolescência. Como todas as células, as células produtoras de pigmento respondem às alterações dos níveis hormonais e, conseqüentemente, muitos nevos podem surgir, crescer ou escurecer durante a gravidez. Dependendo de seu aspecto e de sua localização, os nevos podem ser considerados defeitos ou marcas de beleza. Os nevos pouco atraentes ou localizados em áreas onde as vestimentas podem irritá-los podem ser extirpados pelo médico com um bisturi e anestesia local. A maioria dos nevos é inofensiva e não necessita ser removida. Contudo, alguns parecem muito com o melanoma maligno (um câncer de pele) e a sua diferenciação pode ser difícil. Além disso, os nevos não cancerosos podem evoluir para o melanoma maligno. De fato, aproximadamente 50% dos melanomas malignos iniciam em nevos e, por essa razão, um nevo suspeito deve ser removido e examinado ao microscópio. As alterações de um nevo como um aumento (especialmente com uma borda irregular), escurecimento, inflamação, alterações da cor em moteado, sangramento, ruptura da pele (úlcera), prurido e dor, são possíveis indicadores de um melanoma maligno. Quando é demonstrado que o nevo é canceroso, pode ser necessária uma segunda cirurgia para remover a pele circunjacente.

topo

Vitiligo

Os nevos atípicos (molas displásicas) são tumores cutâneos escuros, achatados ou elevados, mas maiores que os nevos comuns (diâmetro maior que 1,5 cm) e não são necessariamente redondos. A sua cor varia do brônzeo ao castanho escuro, freqüentemente sobre um fundo rosado. Alguns indivíduos apresentam mais de 100 nevos atípicos e novos continuam a surgir mesmo após a meia-idade. Os nevos atípicos podem ocorrem em qualquer local do corpo, embora sejam mais comuns em áreas cobertas (p.ex., nádegas, mamas e couro cabeludo), uma distribuição consideravelmente diferente da dos nevos comuns. A tendência a apresentar nevos atípicos é hereditária, embora alguns indivíduos sem história familiar possam apresentá-los. Um indivíduo com nevos atipícos e com 2 ou mais familiares que apresentaram muitos nevos atípicos e melanoma (síndrome do nevo displásico) apresenta um alto risco de desenvolver um melanoma maligno. Não se sabe se o risco de melanoma é elevado em indivíduos com nevos atípicos e que não apresentam antecedente familiar de melanoma. Os indivíduos com nevos atípicos, sobretudo aqueles com antecedente familiar de melanoma, devem estar atentos a qualquer alteração que possa indicar um melanoma maligno. Eles devem ser examinados anualmente pelo seu médico ou por um dermatologista. Os dermatologistas observam os nevos atípicos para controlar alterações sutis, como a alteração de cor ou de tamanho. Para ajudar a controlar essas alterações, eles comumente utilizam fotografias coloridas do corpo inteiro. Qualquer alteração em um nevo atípico significa que ele deve ser removido. Alguns especialistas acreditam que os raios solares aceleram o desenvolvimento e as alterações dos nevos atípicos. Os indivíduos com nevos atípicos devem evitar a exposição ao sol. Quando expostos ao sol, eles devem sempre utilizar um filtro solar com um fator de proteção solar (FPS) 15 no mínimo. Esses filtros solares podem prover uma proteção contra os raios ultravioletas (UV) causadores de câncer.

topo

Pólipos Cutâneos

Os pólipos cutâneos (acrocordons) são pequenos pedículos cutâneos macios e da cor da pele ou discretamente mais escuros que ocorrem principalmente no pescoço, nas axilas ou na virilha. Geralmente, os pólipos cutâneos não causam problemas, mas podem ser pouco atraentes e a roupa ou a pele próxima pode causar atrito e irritá-los. O médico pode remover facilmente um pólipo cutâneo através da congelação com nitrogênio líquido ou de sua ressecção com o auxílio de um bisturi ou de uma tesoura.

topo

Lipomas

Os lipomas são depósitos macios de material gorduroso que crescem sob a pele, formando proeminências redondas ou ovais. Alguns indivíduos apresentam apenas um lipoma, enquanto outros apresentam muitos. Os lipomas são mais comuns nas mulheres que nos homens e, embora eles possam ocorrer em qualquer parte do corpo, eles são particularmente comuns nos antebraços, no tronco e na região posterior do pescoço. Os lipomas raramente causam problemas, embora eles possam ocasionalmente ser dolorosos. Geralmente, o médico diagnostica os lipomas facilmente e não há a necessidade de exames para o estabelecimento do diagnóstico. Esses tumores são benigos e raramente tornam-se cancerosos. Quando um lipoma apresenta qualquer alteração, o médico pode realizar uma biópsia (coleta de uma amostra para exame microscópico). Geralmente, não há necessidade de tratamento, mas os lipomas incômodos podem ser removidos cirurgicamente ou através da lipoaspiração.

topo

Angiomas

Os angiomas são acúmulos de vasos sangüíneos ou linfáticos anormalmente densos que em geral se localizam na pele e sob a mesma e produzem uma coloração vermelha ou púrpura. Freqüentemente, os angiomas já estão presente ao nascimento ou surgem logo após e podem ser denominados marcas de nascença. (Outros tipos de formações presentes ao nascimento também são denominadas marcas de nascença.) Aproximadamente um terço de todos os recém-nascidos apresenta angiomas, os quais variam de aspecto de um indivíduo a outro e, geralmente, somente causam problemas estéticos. Muitos angiomas desaparecem espontaneamente. São exemplos de angiomas as manchas de vinho do Porto, as marcas em morango, os hemangiomas cavernosos, as aranhas vasculares e os linfangiomas.

topo

Manchas de Vinho do Porto

As manchas de vinho do Porto (nevi flammeus) são manchas planas de coloração rosa, vermelha ou violácea presentes desde o nascimento. Geralmente, as manchas de vinho do Porto são permanentes, mas as pequenas manchas localizadas na face podem desaparecer após alguns meses. A maioria delas é fisicamente inofensiva, mas pode ser psicologicamente devastadora. Ocasionalmente, elas podem aparecer junto com outros sintomas da síndrome de Sturge-Weber, um distúrbio genético raro que produz retardo mental. As manchas de vinho do Porto pequenas podem ser camufladas com um creme cosmético. Quando a mancha é considerada incômoda, ela pode ser removida com laser.

topo

Marcas em Morango

As marcas em morango (hemangiomas capilares) são áreas elevadas de cor vermelho brilhante com um diâmetro que varia de 1 a 10 cm. Geralmente, as marcas em morango podem aparecer logo após o nascimento e tendem a crescer lentamente durante os primeiros meses de vida. Mais de três quartos delas desaparecem completamente por volta dos 7 anos de idade, mas algumas deixam uma área acastanhada e enrugada. Geralmente, as manchas em morango não necessitam de tratamento, exceto quando elas localizam- se próximo aos olhos ou de outros órgãos vitais, onde podem interferir nas funções corpóreas. A prednisona (um corticosteróide) pode ser administrado pela via oral para reduzir o tamanho das marcas. Ela é mais eficaz quando utilizada assim que as marcas começam a aumentar. A remoção cirúrgica de marcas em morango é raramente realizada por causa da probabilidade de deixar grandes cicatrizes.

topo

Hemangiomas Cavernosos

Os hemangiomas cavernosos são áreas elevadas vermelhas ou púrpuras constituídas por vasos sangüíneos anormais dilatados. Essas formações estão presentes ao nascimento. Algumas vezes, os hemangiomas cavernosos tornam-se dolorosos, sangram e, em seguida, podem desaparecer parcialmente. Em raros casos, eles desaparecem totalmente sem tratamento. Nas crianças, a prednisona oral pode eliminar os hemangiomas cavernosos. Os hemangiomas cavernosos pequenos podem ser erradicados através da eletrocoagulação, um procedimento no qual o médico realiza uma anestesia local e, a seguir, utiliza uma sonda elétrica quente para destruir o tecido anormal. Às vezes, a remoção cirúrgica é necessária, especialmente quando o fluxo sangüíneo aumentado do hemangioma cavernoso provoca aumento de volume de um membro superior ou inferior.

topo

Aranhas Vasculares

As aranhas vasculares são áreas de cor vermelho brilhantes que habitualmente apresentam uma mancha central avermelhada ou purpúrea com finas projeções semelhantes às patas de uma aranha. A aplicação de pressão sobre a mancha central (o vaso sangüíneo que é a fonte do sangue em uma aranha vascular) pode provocar um empalidecimento temporário da cor. Freqüentemente, as aranhas vasculares ocorrem em pequeno número. Os indivíduos com cirrose hepática freqüentemente apresentam muitas aranhas vasculares, assim como muitas mulheres grávidas ou que utilizam contraceptivos orais. Geralmente, as aranhas vasculares são assintomáticas em qualquer uma dessas condições. As marcas desaparecem sem tratamento 6 a 9 meses após o parto ou após a interrupção do uso do contraceptivo oral. Quando o indivíduo deseja tratar por razões estéticas, o vaso central pode ser destruído através da eletro-coagulação (terapia que usa anestesia local e uma sonda elétrica que provoca coagulação pelo calor).

topo

Linfangiomas

Os linfangiomas são proeminências que aparecem na pele causados por um acúmulo de vasos linfáticos dilatados, condutos que transportam linfa (um líquido incolor semelhante ao sangue) por todo o organismo. A maioria dos linfangiomas apresenta uma cor amarelo escuro, mas alguns são vermelhos. Quando lesados ou perfurados, ocorre o extravasamento de um líquido incolor. Embora habitualmente não haja necessidade de tratamento, os linfangiomas podem ser removidos cirurgicamente. No entanto, a cirurgia exige a remoção de muito tecido dérmico e subcutâneo, pois os linfangiomas crescem profundamente sob a pele.

topo

Granulomas Piogênicos

Os granulomas piogênicos são áreas ligeiramente elevadas, de cor escarlate, castanho ou azul escuro, causadas por um aumento exagerado dos capilares (os menores vasos sangüíneos) e inflamação do tecido circunjacente. O quadro evolui rapidamente, geralmente após uma lesão da pele. Os granulomas piogênicos podem sangrar facilmente porque a pele que os reveste é freqüentemente muito fina. Por razões desconhecidas, granulomas piogênicos grandes podem ocorrer durante a gravidez, aparecendo inclusive nas gengivas (tumores da gravidez). Às vezes, os granulomas piogênicos desaparecem espontaneamente, mas, quando eles persistem, o médico pode realizar uma biópsia (coleta de uma amostra para exame microscópico) para se assegurar que não se trata de um melanoma ou de um outro tipo de câncer. Quando necessário, os granulomas piogênicos podem ser removidos cirurgicamente ou por eletrocoagulação (terapia que utiliza uma anestesia local e uma sonda elétrica aquecida), mas eles podem retornar após o tratamento.

topo

Ceratoses Seborréicas

As ceratoses seborréicas (algumas vezes denominadas verrugas seborréicas) são tumores cor da pele, castanhos ou pretos que podem ocorrer em qualquer local na pele. Mais freqüentemente, essas ceratoses ocorrem no tronco e nas têmporas. Nos indivíduos negros, sobretudo nas mulheres, eles freqüentemente ocorrem na face. São mais comuns em indivíduos de meia-idade e idosos. A sua causa não é conhecida. As ceratoses seborréicas variam de tamanho e seu crescimento é lento. Elas podem ser redondas ou ovais, parecem estar aderidas à pele e, freqüentemente, possuem superfícies céreas ou descamativas. Esses tumores são benignos e não evoluem para o câncer. O tratamento não é necessário, exceto quando as ceratoses tornam-se irritadas ou produzem prurido, ou quando forem indesejáveis do ponto de vista estético. Elas podem ser removidas através da congelação com nitrogênio líquido ou da ressecção com um bisturi, com a área anestesiada. Ambos os procedimentos deixam pouca ou nenhuma cicatriz.

topo

Dermatofibromas

Os dermatofibromas são pequenos nódulos vermelhos ou castanhos decorrentes de um acúmulo de fibroblastos, as células localizadas no tecido mole que se encontra sob a pele. A causa dos dermatofibromas é desconhecida. Esses tumores são comuns e, geralmente, aparecem como nódulos duros e isolados, freqüentemente nos membros inferiores. Alguns indivíduos apresentam muitos dermatofibromas. Eles podem causar prurido. Habitualmente, os dermatofibromas não são tratados, exceto quando são incômodos ou aumentam de tamanho. Sob anestesia local, eles podem ser removidos cirurgicamente.

topo

Ceratoacantomas

Os ceratoacantomas são tumores redondos, firmes, habitualmente cor da pele que apresentam uma depressão central característica que contém um material pastoso. Comumente, os ceratoacantomas ocorrem na face, no antebraço e no dorso da mão e crescem rapidamente. Eles podem atingir até 5 cm de diâmetro em 1 ou 2 meses. Após alguns meses, eles freqüentemente começam a desaparecer, mas podem deixar cicatrizes. Os ceratoacantomas não são cancerosos, mas podem se parecer muito com o carcinoma epidermóide, um tipo de câncer de pele. Por essa razão, os médicos freqüentemente realizam uma biópsia (coleta de uma amostra para exame microscópico). Os ceratoacantomas podem ser tratados cirurgicamente ou com injeções de corticosteróides ou de fluorouracil. Ambos os procedimentos eliminam os ceratoacantomas e, geralmente, deixam cicatrizes muito menores que as decorrentes do crescimento e o desaparecimento espontâneo dos mesmos.

topo

Quelóides

Os quelóides são formações proliferativas de tecido fibroso. Eles são lisos, brilhantes, discretamente rosados, e freqüentemente em forma de cúpula, que se formam sobre áreas de lesão ou sobre feridas cirúrgicas. Esses tumores podem também ser resultantes da acne grave. Algumas vezes, eles formam-se sem que haja qualquer lesão. São muito mais comuns em indivíduos negros que em indivíduos brancos. Os quelóides respondem mal ao tratamento, mas injeções mensais de corticosteróides podem torná-los um pouco mais planos. O médico pode tentar a remoção cirúrgica ou a remoção a laser seguida de injeções de corticosteróides, mas os resultados raramente são perfeitos. Alguns médicos têm aplicado retalhos de silicone sobre os quelóides, conseguindo um aplanamento considerável dos mesmos.

topo